LogoColors

Royalties de NFT

Royalties de NFT. Os NFTs estão no mainstream do mundo digital. Artistas e criadores de conteúdo estão encontrando nesses tokens vantagens financeiras únicas, mesmo quando esses NFTs são vendidos em mercados secundários. Esta característica da revenda em marketplaces como OpenSea está recebendo o nome de Royalties de NFTs.

 

Para ser ter uma ideia, criadores de NFTs lucraram 1,81 bilhão de dólares em royalties com vendas em mercados secundários. Entre as coleções de NFT mais conhecidas estão Bored Ape Yacht Club, CryptoPunks, Azuki, Moonbirds, The Sandbox, Doodles e VeeFriends.

De todos os royalties do mercado, 482 coleções de NFTs concentram 80% do valor de 1,8 bilhão de dólares. De qualquer forma, ainda há mais vendedores do que compradores de NFTs atualmente no Brasil.

 

Royalties de NFTs como criar NFTs Bored Ape Web3 Go Digital Factory Podcast
Imagem: Reprodução Rolling Stone

 

O que são Royalties de NFTs?

Os royalties de NFTs permitem que o criador receba uma porcentagem da venda sempre que aquele NFT seja transacionado em algum marketplace. O pagamento de royalties de NFTs garantem sua perpetuação através dos smart contracts. O padrão para royalties de NFT está em torno de 5% a 10%

 

Royalties de NFTs como criar NFTs Bored Ape Web3 Go Digital Factory Podcast

 

Qual a diferença dos Royalties de NFTs?

Os pagamentos de royalties de NFTs são totalmente automáticos e acontecem a cada transação que é feita com o NFT. Estes NFTs ficam registrados na Blockchain através da tecnologia dos smart contracts. Toda vez que uma venda secundária acontece, o smart contract garante que os termos definidos na criação daquele NFT sejam executados. Quando há definição do projeto de NFT para geração de royalties, uma parte da venda segue direto para o criador do NFT.

Neste sentido, não são precisos intermediários ou boa vontade dos envolvidos para que a transação garanta os royalties de NFT ao criador. Nem todos os NFTs criados oferecem royalties, de maneira que é preciso estar garantido no projeto. Uma vez que os termos do Royalties de NFT estejam definidos no smart contract e registrados na Blockchain, as transações de pagamento de royalties são auto-executáveis.

O mesmo se aplica a conteúdos digitais, wearables de games, itens físicos e mais uma infinidade de coisas. Os Royalties de NFTs maximizaram as chances de criativos e artistas lucrarem com suas obras de uma maneira nunca antes vista.

 

 

Antes da possibilidades da criação de NFTs, criativos e artistas não conseguiam acompanhar as transações do seu trabalho pela internet. Uma vez que o trabalho era concluído e vendido, os ganhos daquela obra terminavam ali. Por mais que estes artistas e criativos ganhassem fama, qualquer obra vendida anteriormente não gerava mais qualquer fonte de renda para eles. As vendas subsequentes não retornavam lucros, mesmo que seus valores no mercado já estivessem cada vez mais altos.

Os NFTs mudaram as regras do jogo e, agora, os artistas podem continuar recebendo a remuneração devida pelos seus trabalhos para todo o sempre.

 

Quer se preparar para a próxima revolução da Web?

Conheça Todos os Nossos Cursos de Web3 e Metaverso.

curso web3 e metaverso nft blockchain smart contract cases go digital factory

 

 

NFTs para criativos e artistas

Os criadores são beneficiados enormemente pelos royalties de NFTs. Os músicos, em especial, não conseguiam recolher seus royalties pela falta de transparência no registro das músicas, o que acabava passando o poder de vendas para as empresas de publicação. Estima-se que artistas em todo mundo percam centenas de milhões de dólares por causa deste pagamentos perdidos de royalties.

 

No nosso podcast de web3 falamos com a Janara Lopes, da Phonogram.me sobre o mercado e as possibilidades de uso dos NFTs Musicais. 

 

 

Como funcionam Royalties de NFTs

Os royalties garantem uma porcentagem em cima do valor de uma venda sempre que ela ocorra.  Nem todos os markeplaces de NFTs garantem royalties para o criador, mas alguns como Rarible já permitem essa opção a partir da primeira mintagem.

Sempre que o NFT é transacionado o valor total da venda garante uma porcentagem para o criador; se o valor de venda cresce, cresce também o valor devido dentro da porcentagem definida para Royalties. A arte digital sempre careceu de lastro de uso no mundo digital. Com a originalidade atestada e registrada dentro de uma Blockchain, réplicas falsas são rapidamente observadas e torna-se mais fácil identificar a obra original.

A tecnologia que permite esse registro público e imutável é a Blockchain – também chamada de DLT – Distributed Ledger Technology  e é o protocolo de confiança da Web3. A Blockchain protege a integridade e autenticidade da obra. Desta forma, a Blockchain possui protocolos automatizados que garantem que, sempre que um condição é cumprida dentro do smart contract, não é necessário tomar nenhuma ação. Assim, o criador estará protegido com seus royalties.

Os riscos de fraude e falsificações são reduzidos, uma vez que o protocolo de confiança garante que eles recebam seus Royalties todas as vezes, sem necessidade de intermediários.

 

Royalties de NFTs como criar NFTs Bored Ape Web3 Go Digital Factory Podcast artistas gráficos arte digital

 

Quem recebe royalties de NFTs?

Músicos, criadores de conteúdo e artistas de todos os tipos podem receber Royalties de NFT. Os compradores também estão habilitados a conferir a autenticidade daqueles NFTs que estão comprando. É uma relação de ganha-ganha.

 

Artistas que já criaram NFTs

Jacques Greene, Mike Winkelmann, Steve Aoki, Ozuna e Kings Of Leon são alguns dos artistas tirando vantagens dos benefícios dos negócios na Web3, em especial, dos Royalties de NFTs. Steve Aoki já afirmou que ganhou mais dinheiro com NFTs do que na sua carreira musical:

Mas se eu realmente me for abaixo, ok, nos 10 anos que tenho feito música… seis álbuns, e você [mistura] todos estes avanços e o que eu fiz numa exploração no ano passado em NFTs, ganhei mais dinheiro. E eu estava também muito mais desequilibrado com a música.

Steve Aoki, durante o evento Gala Music

Imagem: Reprodução The Sandbox

 

Por que usar Royalties em NFTs

Os royalties de NFTs são uma maneira fácil e segura para garantir receitas a partir do trabalho de criação. Os NFTs são uma maneira democrática para recebíveis e pagamentos. Agora, um artista pode ter uma fonte de receita baseado até mesmo na sua popularidade entre a comunidade. E não só na primeira venda, mas também em todas as transações que ocorrerem no futuro. Além disso, para os novos donos daquele NFT, os direitos também ficam registrados. Como a descentralização ainda é um processo e a Web3 ainda está sendo construída, muita há ainda a se discutir sobre direitos autorais. 

 

O que é ERC-2981?

ERC significa Ethereum Request for Comment e descreve uma série uma convenções como padrões para tokens, registros de nome, formatos de armazenamento e formatos de carteiras. O ERC especifica uma série de funções em um smart contract de maneira que o aplicativo e outros contratos possam compreender e interagir. Um dos ERC mais populares é ERC-721 que define o que é um NFT. Quando os aplicativos compreendem o que é um ERC-721 eles sabem exatamente quais são as propriedades e funções que vão interagir no smart contract.

Logo, o ERC-2981 é o padrão para os Royalties de NFTs. Com o ERC-2981, o seu smart contract armazena on-chain as informações do seu royalties. Os marketplaces e usuários podem ler essas informações e agirem de acordo com o smart contract. Os royalties a serem pagos estarão armazenados on-chain neste mesmo smart contract. 

 

 

A tokenização de ativos diminuiu os riscos de intermediários e outras empresas lucrarem sozinhas em cima das obras dos artistas. Agora, é possível que criadores possam continuar produzindo e recebendo justamente enquanto o NFT estiver sendo vendido.

Ana Wadovski

Web3, Metaverso, Inovação e Transformação Digital

Jornalista brasileira vivendo em Lisboa, especialista em Digital Business, com foco em Transformação Digital e Futurismo. Tecnologia, para mim, é palavra feminina. Quero estar dentro dos debates sobre o impacto da tecnologia na vida das pessoas e das empresas, contribuindo para desenhar um futuro melhor para todos.

Postagens relacionadas

Especial: Retrospectiva Web3 2022
Web3

Retrospectiva Web3 2022

Retrospectiva Web3 2022. Descubra (quase) tudo que rolou em 2022 no mundo crypto. Retrospectiva Web3 2022. Estamos fechando o ano de 2022 com muitos acontecimentos

veja mais »

Assine nossa Newsletter

Receba toda semana as notícias mais interessantes sobre Inovação, Transformação Digital e Futurismo, cuidadosamente selecionadas por nós.

Toda segunda-feira às 6h de la matina.