LogoColors

NFTs históricos da Web3 – até agora!

NFTs históricos existem, sim! 12 NFTs que fizeram a história da Web3 – até agora. 

Se você está mergulhando há pouco tempo nessas águas, talvez acredite que NFTs são recentes demais para já terem feito história, mas a verdade é que não. 

Os NFTs estão se tornando uma tendência tão grande que já existem “arqueólogos” realizando pesquisas a respeito deles.

É claro que essas pessoas não são arqueólogos de verdade. 

Aqueles treinados para realizarem as escavações físicas em sítios históricos pelo mundo, responsáveis inclusive por tudo o que sabemos até hoje a respeito da pré-história, antiguidade e demais períodos da humanidade, sabe?

Mas, eles realizam, sim, um intenso trabalho de pesquisa nas redes de Blockchain. São os arqueólogos da Web3.

Essa busca tem como objetivo procurar principalmente por informações e pistas a respeito de tokens revolucionários, extintos, ou então que possuem alto valor no mercado atual.

Alguns inclusive ganharam maior valor depois de serem “escavados” por esses arqueólogos, e agora constituem essa categoria chamada de NFTs históricos.

Continue a leitura para conhecer essas NFTs históricos que fizeram a história da Web3 – pelo menos até agora, e entenda um pouquinho mais sobre esse universo crypto. 

NFTs Históricos 12 cases que você precisa conhecer Web3 Podcast Amanhã Já Foi Go Digital Factory

 

12 NFTs históricos (e tudo que você precisa saber sobre eles)

Se você está aqui, provavelmente já sabe o que são NFTs: como funcionam e tipos, então agora vale ir além. 

Vejamos 12 dos NFTs históricos que marcaram a Web3 e que possuem hoje um alto e interessante valor de mercado, tanto no quesito financeiro, quanto na história da Web3. 

Garantimos que você vai se surpreender com algumas dessas descobertas, além de se manter alerta para a possibilidade de encontrá-los de alguma forma. 

 

12 – Linagee Name Registrar

Um destes NFTs históricos mais antigos registrados na blockchain da Ethereum, foi lançado precisamente em 08 de agosto do ano de 2015.

Sua funcionalidade é um pouco “diferente” da maioria dos NFTs. 

Isso porque, nesta opção, é possível registrar contratos inteligentes com maior facilidade e segurança, sem a necessidade de, por exemplo, colocar todas as informações do seu IP para realizar operações de compra e venda.

Mesmo não sendo exatamente um NFT, cumpre seu papel em ser o primeiro modelo de smart contract registrado na rede Ethereum.

 

11 – Quantum

Imagem: Reproduçãp Sothebys

Criado pelo artista digital Kevin McCoy, e lançado em maio de 2014, Quantum é chamado por muitos especialistas como um dos primeiros NFTs criados no mundo.

Ele se refere a um processo artístico que, de acordo com o seu criador, mostra de maneira abstrata o ciclo da vida, considerando não apenas o nascimento e morte, mas também o renascimento.

Sendo esquecido em algum local da Ethereum, em 2021 acabou sendo encontrado novamente e leiloado por nada menos que US$1 milhão de dólares.

Acontece que existe uma polêmica ao redor dele, e vamos te explicar agora. 

Como ele faz parte da Blockchain Namecoin da Ethereum, havia uma necessidade de renovar seu registro a cada 250 dias, o que deixou de ser feito pelo seu criador, permitindo que outra companhia o adquirisse antes de vendê-lo em 2021.

 

Mesmo assim ele continua sendo um dos NFTs históricos, justamente por ser, como falamos, o primeiro em termos de arte.

 

10 – Curio Cards

Imagem: Reprodução Curio Cards

Desenvolvido em maio de 2017, Curio Cards está nessa lista de NFTs históricos por causa de todo o seu desenvolvimento envolvendo exclusividade.

Neste NFT temos cartas virtuais colecionáveis. 

Com um total de 30 cartas que foram desenvolvidas por 7 artistas diferentes, podemos dizer que compactua totalmente com toda a questão de exclusividade que um NFT traz.

E embora eles não tragam nenhuma novidade tecnológica para o meio, acabaram por permitir que outros NFTs pudessem se desenvolver em formatos semelhantes e assim expandir sua atuação.

Mais ainda: Curio Cards segue ativo e com grandes chances de obter ainda mais valor de mercado!

 

9 – Pixel Map

Imagem: Reprodução Pixel Map

Desenvolvido por Ken Erwin e lançado na Ethereum em 17 de novembro do ano de 2016, Pixel Map pode ser descrito como uma “obra de arte virtual que nunca é finalizada”!

Isso porque esse é um dos poucos NFTs construídos de maneira colaborativa pelos participantes, que ao comprarem uma parte dele, podem alterar uma das suas milhares de peças dispostas e assim deixá-lo constantemente em construção.

E o Pixel Map entra aqui como um dos 12 NFTs históricos justamente porque ele é um dos modelos que demonstra o quanto tokens do tipo possuem um imenso poder no mercado atual.

Já que ele mostra não apenas a real eficiência dos contratos inteligentes, como a capacidade de manter pessoas de diferentes regiões colaborando na construção e crescimento dele.

 

8 – MoonCats

Lançado especificamente em 9 de agosto do ano de 2017 na Ethereum, o objetivo desse NFT histórico é colocar os participantes para criarem e colecionarem gatinhos virtuais, que cada vez que são criados, se tornam exclusivos.

Muito semelhante a outros NFTs que iremos citar por aqui, sua principal diferença deles consiste nos seguintes itens:

 

  • Quando o participante decide coletar um gato, ele não sabe quais serão as características dele até que o processo seja totalmente finalizado.

 

  • Esse token possui um limite de criação de 25.440 gatos, e neste momento pouco mais de 19.000 foram gerados.

 

Assim, o que o MoonCats fez foi demonstrar como itens podem se tornar exclusivos de maneiras muito interessantes. 

O que, inclusive, levou o seu valor de mercado para aproximadamente US$100 milhões de dólares em 2021 quando ele foi escavado por um arqueólogo.

Inovador e valioso, criando artes de gatinhos para a apreciação de colecionadores. 

 

7 – Digital Zones

Sendo uma criação do artista canadense Mitchell F Chan, Digital Zones foi lançado em 29 de agosto de 2017. 

E sabe de uma coisa? Ele trouxe uma interessante mudança no conceito de arte e blockchain, e a sua união no processo.

A principal diferença deste token, e o motivo pelo qual ele está nessa lista de NFTs históricos, é porque ele é constituído de 101 Zonas Digitais de Sensibilidade Pictórica Imaterial. 

Isso seria uma espécie de “arte invisível”, conceito já desenvolvido lá em 1959 pelo artista francês Yves Klein.

E o que temos de inovação agora? 

Simples: o criador do Digital Zones resolveu “replicar” o processo artístico de Klein, mas o fez usando o blockchain como meio de arte, e não como um “recibo” dela.

Assim, quem investe em Digital Zones não recebe uma arte para chamar de sua, apenas um “comprovante virtual” da transação em blockchain. 

Uma arte invisível que revolucionou as possibilidades de se criar e compartilhar NFTs.

Imagem: Reprodução OpenSea

 

6 – Eggs

Já esta modalidade de NFTs históricos foi lançada em 27 de julho de 2014 na Namecoin, associada da Bitcoin.

E o que se desenvolveu aqui foi que as pessoas começaram a identificar formas de atrelar metadados aos seus próprios nomes. 

Além da possibilidade de adicionar imagens no processo para facilitar o registro e garantir as suas implicações.

Com isso, surgiu a comunidade conhecida como Twitter Eggs, que cria avatares com PFPs, desenvolvendo NFTs exclusivas para os seus usuários. 

O mais interessante é que uma comunidade foi criada para que eles possam manter um alinhamento com os Eggs criados.

Existem 14 cores que podem ser atreladas aos nomes de seus colecionadores. 

E até o momento temos 277 Eggs criados e registrados, sendo que ao menos 6 deles já são considerados extremamente raros.

 

5 – SaruTobi

E finalmente chegamos na etapa de falar das opções de NFTs históricos que envolvem uma das atividades mais realizadas na era atual, os jogos.

Caso você não saiba, SaruTobi é um jogo de aplicativo desenvolvido para iOS por Christian Moss, lançado em 6 de maio do ano de 2016. 

No jogo você tem de clicar na tela, que contém um macaco, para ver até onde ele consegue voar.

A inovação aqui começa com um desejo do criador do jogo. 

Ele queria que os usuários fossem capazes de realizar compras dentro do app, utilizando bitcoins no processo, mas a Apple acabou não autorizando.

Ele então decidiu dar bitcoins como premiação para os níveis atingidos, e criou um dos primeiros tipos de jogos que pagam os usuários.

Alguns anos se passaram e o criador resolveu aproveitar o desenvolvimento de NFTs para criar o primeiro do tipo em termos de jogos que repassam pagamentos aos seus usuários. Os famosos play to earn.

Mas a inovação não para por aí! 

Em 2016 o SaruTobi foi implementado a outro jogo, o Spells of Genesis, com algumas 3 cartas sendo adicionadas na conexão e possuindo poderes de feitiços nos jogos para os seus usuários.

Isso criou toda uma nova possibilidade para os NFTs, que inclusive ainda estão sendo descobertas e melhoradas e podem gerar novas e interessantes inovações.

 

4 – Spells of Genesis

E o jogo que se conectou com o SaruTobi também merece seu lugar aqui nessa lista de NFTs históricos, já que ele possui importantes inovações para os tokens dessa modalidade.

Criado em 11 de março de 2015 e também utilizando bitcoins nas suas atividades, a ideia deste jogo consiste em desenvolver cartas dentro dele que podem ser colecionadas pelos usuários.

O mais interessante ainda é que essas cartas são, em sua maioria, verdadeiras homenagens aos vários momentos da blockchain que têm marcado história, com artes exclusivas que representam esses momentos, o que deixa os usuários ainda mais ansiosos e ativos para participarem de suas atividades.

Assim, os usuários são não apenas participantes desses jogos, mas proprietários dos vários ativos digitais que eles geram, o que deu início a um mundo de novidades para os NFTs.

Imagem: Reprodução Spell of Genesis

 

3 – CryptoKitties

Chegando ao top 3 de NFTs históricos, e obviamente os CryptoKitties não poderiam estar de fora, dada toda revolução que este tipo de token. 

Lançado na Ethereum em 23 de novembro de 2017, ele se tornou histórico por diversos motivos, como:

 

  • Foi o primeiro token ERC-721 a ser lançado.

 

  • Viralizou no momento em que foi lançado, sendo acessado e jogado por milhares de pessoas pelo mundo.

 

  • Teve influência em outros insumos mundiais, como combustíveis.

 

E só para lembrar, no caso dos CryptoKitties, os usuários criam gatos totalmente personalizados, que automaticamente se tornam NFTs no momento de sua criação, trazendo intensa exclusividade para elas.

E embora existam ainda algumas milhares de opções de criação, ao menos 100 deles são super raros, enquanto outros 50 mil entram em estágio semelhante.

Tokens ERC-721 NFT Go Digital Factory Web3 Metaverso NFTs
Imagem: Reprodução Cryptokitties

 

2 – Rare Pepes

Outro dos NFTs históricos que atua com cartas. 

Contudo, nesse caso lançou cerca de 1800 delas, distribuídas em 36 séries, com nomes, imagens e dados que as tornam extremamente específicas e únicas.

Lançado em 9 de setembro de 2016 através do Bitcoin, e utilizando diversos memes viralizados na internet, os colecionadores de Rare Pepes possuem verdadeiros tesouros que provavelmente possuem muito mais a valorizar nos próximos anos.

Imagem: Reprodução Rare Pepes

 

1 – CryptoPunks

E finalmente chegamos ao top 1 da nossa lista de 12 NFTs que fizeram a história da Web3, e o primeiro não poderia ser outro senão o CryptoPunks.

Esses pequenos avatares de 8 bits são um marco histórico, isso porque combinam procedimentos artísticos com tecnologia. 

Afinal, as imagens não são geradas por artistas, e sim por algoritmos.

Outra inovação, que amplia ainda mais o desejo de colecioná-los, consiste no fato deles terem não apenas seres humanos, mas personagens alienígenas, primatas e também zumbis.

Ao todo temos 10 mil CryptoPunks. 

E desde o seu lançamento, em 23 de junho de 2017 através da Ethereum, eles têm feito história ao angariar diversos tipos de colecionadores de NFTs, enquanto crescem cada vez mais seus valores de mercado.

 

Imagem: Reprodução Larva Labs

 

Timeline dos NFTs Históricos na Ethereum

 

Imagem: Leonidas.NFT

Quer se preparar para a próxima revolução da Web?

Conheça Todos os nossos Cursos de Web3 e Metaverso.

 

curso web3 e metaverso nft blockchain smart contract cases go digital factory

Ana Wadovski

Web3, Metaverso, Inovação e Transformação Digital

Jornalista brasileira vivendo em Lisboa, especialista em Digital Business, com foco em Transformação Digital e Futurismo. Tecnologia, para mim, é palavra feminina. Quero estar dentro dos debates sobre o impacto da tecnologia na vida das pessoas e das empresas, contribuindo para desenhar um futuro melhor para todos.

Postagens relacionadas

Especial: Retrospectiva Web3 2022
Web3

Retrospectiva Web3 2022

Retrospectiva Web3 2022. Descubra (quase) tudo que rolou em 2022 no mundo crypto. Retrospectiva Web3 2022. Estamos fechando o ano de 2022 com muitos acontecimentos

veja mais »

Assine nossa Newsletter

Receba toda semana as notícias mais interessantes sobre Inovação, Transformação Digital e Futurismo, cuidadosamente selecionadas por nós.

Toda segunda-feira às 6h de la matina.