LogoColors

Franquia em Portugal para brasileiros

As opções de Franquia em Portugal para brasileiros estão cada vez mais maiores também com a chegada de empresas brasileiras em solo português. Também chamado de franchising – franquia, em inglês – , a modalidade de negócio pode ser uma oportunidade para quem quer Empreender em Portugal.

As inúmeras possibilidades de negócios, os valores baixos de entrada e o auxílio em todas as etapas de lançamento e marketing são algumas das vantagens de franquia em Portugal para brasileiros que queiram investir em um negócio próprio.

Em Portugal, o franchising tem despontado como opção mais segura para quem deseja investir no país, graças a uma burocracia mais célere e a alta demanda turística do país durante quase todo o ano, que atrai centenas de milhares de clientes.

Antes de tudo, o empreendedor precisa se planejar para adquirir uma franquia: analisar o mercado em que deseja entrar, a marca com a qual vai se relacionar, definir orçamentos, escolher o local e observar as regras do franqueador antes de assinar o contrato. Um bom plano de negócios é essencial para abrir uma empresa uma franquia em Portugal.

 

Franquia em Portugal para brasileiros

 

 

Quais franquias posso abrir em Portugal?

Há tantos tipos de mercados disponíveis que é quase impossível separar alguns setores. Por aqui, é possível encontrar franquias desde lavanderias, escolas de idiomas passando por redes de cosméticos, perfumes, imobiliárias até serviços gerais como limpezas de casas e de pontos comerciais. 

Por se tratar de um país altamente turístico, Portugal tem bom retorno em investimentos nas áreas da restauração (bares e restaurantes). Na Europa, em especial no verão, as esplanadas estão sempre lotadas com turistas tomando seus cafés e usufruindo do clima sempre ensolarado de Portugal.

 

Quanto custa abrir uma franquia em Portugal?

Logicamente, o investimento inicial vai depender da marca que você deseja ser um franqueado: quanto maior e mais conhecida a marca, maior será o investimento. Isso significa que o retorno do seu investimento também será maior.

Mas não se preocupe pensando que só é possível empreender em Portugal com grandes franquias e realizando um investimento inicial muito grande. Aqui, há franquias a partir de 5 mil euros.

De acordo com os sites Franchising.pt e Best Franchising, podemos encontrar algumas opções de baixo investimento, veja os exemplos:

  • BestDry – Estética Automotiva
  • Mercado de Viagens – agência de viagens
  • YCONE – Perfumaria & Cosméticos
  • Tranquilidade – empresa de seguros
  • House 360 – mediação e gestão de obras
  • Querido Mudei a Casa – reformas
  • Veigas Imobiliária
  • Pão em Casa – entre de pão porta-à-porta
  • Well Polished – limpeza domésticas e comerciais
  • Yssensial – centro de estética, unhas e spa

 

Além destes exemplos, encontramos também um conceito novo que é o das microfranquias em Portugal. As microfranquias podem ser implementadas com até 5 mil euros e sem a necessidade de um espaço físico pois atuam com mercados online e de consultoria. As apostas em e-commerce são a grande alavanca para as suas vendas.

 

O que eu preciso para abrir uma franquia em Portugal?

É  super importante ter seu plano de negócios bem definido para uma visão global de todo esforço financeiro necessário para ter uma franquia saudável. É o primeiro passo para avaliar todos os aspectos referente ao projeto e conhecer a fundo o seu tipo de negócio, incluindo toda a documentação necessária exigida por Portugal.

Abrir uma franquia também demanda um pouco de paciência por parte do empreendedor que precisa considerar o tempo de retorno do investimento, ou seja, precisa estar preparado financeiramente para os primeiros meses de funcionamento da sua franquia.

 

Documentos para abrir empresa em Portugal

Para abrir a franquia em Portugal, o empreendedor vai precisar seguir o mesmo passo a passo do processo de abertura de empresas em Portugal, sem se esquecer de obter o NIF, registro comercial, número da Segurança Social (NISS), declaração de início de atividade, etc. Os tipos de empresas em Portugal passíveis de constituição podem demandar mais ou menos capital financeiro, fique de olho!

O franqueador também pode exigir outros documentos, portanto tudo vai depender da área de negócios e da marca que você vai franquear. Cada empreendimento tem suas particularidades, riscos e retornos, escolha aquele com o qual você mais se sente mais à vontade.

 

Impostos em Portugal 

Para abertura de empresas em Portugal, o empreendedor precisa ficar atento aos tributos cobrados pelo estado, conforme o faturamento de cada período apurado. Atualmente, o salário mínimo em Portugal é de 740 euros mensais. 

Veja abaixo quais são os impostos em Portugal:

  • IRC (Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas): incide sobre os lucros das empresas, na taxa de 21%. Nas pequenas e médias empresas, a taxa é de 17% nos primeiros 15.000€ lucro. Se o valor for ultrapassado, também será aplicada a alíquota de 21%; – as regiões dos Açores e da Madeira têm redução do IRC, como forma de incentivo à criação de postos de trabalho.
  • IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado): o imposto varia de acordo com o tipo de negócio, e as taxas são de 6%, 13% ou 23%; devendo ser cobrado do cliente e pago ao Estado em regime trimestral.
  • TSU (Taxa Social Única): é uma contribuição paga à Segurança Social por cada trabalhador contratado pela empresa. É cobrado 23,75% sobre o valor do salário de cada funcionário; lembrando que o salário do funcionário deve incluir no cálculo, férias e 13o, de maneira que o cálculo deve contabilizar um doze avos por cada um dos subsídios. Há isenção de pagamento da taxa em casos especiais como: primeiro ano de atividade, parte tributável abaixo do IAS do ano.
  • Derrama Municipal: imposto cobrado sobre o lucro da empresa, e a alíquota máxima é de 1,5%. O valor varia de acordo com o concelho no qual a empresa está localizada.
  • Derrama Estadual: para empresas com lucros acima de 1.500.000€. As alíquotas são de 3% ou 5%.

 

 

Brasileiros podem abrir franquia em Portugal?

Sim. Qualquer investidor estrangeiro que cumpra com os requisitos básicos para abertura de empresa pode abrir sua franquia em Portugal. Em relação à franquia, basta que o empreendedor verifique também as exigências do franqueador para abertura do negócio em Portugal, sendo ele viável.

 

Quanto custa abrir uma franquia em Portugal?

Os custos totais para abertura de empresa em Portugal vão de 500 a 1100 euros, a depender do tipo de empresa que se quer. O custo de abertura de empresa é de 360 euros. Para franquias, há ainda outros custos envolvidos que devem ser verificados com o franqueador. Portanto, o investidor deve se preparar financeiramente para cumprir com as obrigações com a franquia uma vez que o valor final pode variar bastante.

 

Feiras de franquias em Portugal

No Brasil, a Associação Brasileiras de Franchising já oferece em seus eventos no Rio de Janeiro e no São Paulo, estandes com propostas de aberturas de franquias em Portugal.  As associações portuguesa e brasileira mantêm uma parceria de promoção mútua das franquias portuguesas no Brasil e brasileiras em Portugal, portanto vale a pena ficar de olho mesmo estando no Brasil.  Desta forma, é mais fácil saber qual a melhor Franquia em Portugal para brasileiros.

Os eventos presenciais ficaram temporariamente suspensos com a pandemia, mas os eventos online ajudaram quem não podia muitas vezes se deslocar para as feiras. Em Portugal, temos a Expofranchise e a Norte Franchise que ocorrem em Lisboa e no Porto. A última feira promovida pela Associação Portuguesa de Franchising foi totalmente online, com uma enorme participação online e mais de 80 marcas.

 

Vale a pena abrir uma franquia em Portugal?

Investir em franquia em Portugal é sempre vantajoso. O que o empreendedor precisa é conhecer todos os aspectos do seu negócio para poder tomar as melhores decisões. Um bom plano de negócios é o guia essencial para que o empreendedor viabilize seu desejo de abrir uma franquia em outro país. 

 

Ana Wadovski

Web3, Metaverso, Inovação e Transformação Digital

Jornalista brasileira vivendo em Lisboa, especialista em Digital Business, com foco em Transformação Digital e Futurismo. Tecnologia, para mim, é palavra feminina. Quero estar dentro dos debates sobre o impacto da tecnologia na vida das pessoas e das empresas, contribuindo para desenhar um futuro melhor para todos.

Postagens relacionadas

Conexão BR PT

Nomadismo Digital e a Web3

No podcast Amanhã Já Foi, entrevistamos o Gonçalo Hall, CEO da NomadX e único português presente na lista das 25 personalidades mais influentes do trabalho

veja mais »
Calendário Eventos Maio 2022 | Conexão BR•PT
Conexão BR PT

Calendário Eventos Maio 2022

Acompanhe o nosso Calendário Eventos Maio 2022 com as oportunidades em eventos, congressos, feiras e webinars no eixo Brasil – Portugal. Assim, você vai aprender

veja mais »

Assine nossa Newsletter

Receba toda semana as notícias mais interessantes sobre Inovação, Transformação Digital e Futurismo, cuidadosamente selecionadas por nós.

Toda segunda-feira às 6h de la matina.